Precisamos falar sobre a cultura do cancelamento
leitura

Precisamos falar sobre a cultura do cancelamento

A linha entre a crítica e a intolerância anda muito fina. Desde que a internet se tornou um canal de fala totalmente livre, limites foram ultrapassados e a oportunidade de se posicionar por trás de uma tela, sem contato físico e em anonimato, tem sido usada sem medo ou moderação. O quão incrível é poder ser visto e lido por milhares de pessoas? É um recurso que pode mudar vidas e, por isso mesmo, perguntamos: você já parou para pensar no impacto das suas palavras na vida de outra pessoa?

Nós, enquanto humanos, erramos e sempre vamos errar, tanto chefes quanto funcionários, celebridades ou pessoas comuns. É importantíssimo discutirmos sobre isso, apontar melhorias e às vezes até servir como exemplo. Mas quando você "cancela" uma pessoa por um erro que ela fez, você não resolve o problema, você na verdade afasta essa pessoa de uma chance de reparação e cria um ambiente de retaliação prejudicial para ambas as partes. 

É essencial falar com propriedade. Existem situações graves que devem ser dialogadas e combatidas, e nisso a internet é uma grande aliada. Com embasamento e intenções concretas - e não apenas para acabar com a carreira de uma pessoa por uma atitude fora da curva - esse é o canal perfeito para defender seu ponto de vista. Mas por trás disso, também há uma responsabilidade enorme com as palavras escolhidas e com as acusações feitas. Às vezes, cancelar demais descredibiliza tanto quanto ser cancelado. Em um período de “fake news” vindas de todas as partes, abraçar as causas certas faz toda a diferença.

A cultura do cancelamento pode ter suas boas intenções por trás das cortinas, mas está criando uma intolerância perigosa, onde o erro não tem perdão - e sabemos bem que na vida real não é bem assim que as coisas funcionam. A cultura do cancelamento não está cancelando um erro ou um problema, está cancelado uma pessoa. Já pensou cancelar um amigo ou irmão toda vez que ele cometesse um erro? Ter que reconstruir uma imagem, às vezes uma carreira, por extremismos, é um favor à humanidade? Isso se tornou algo tão forte que estamos sempre esperando a próxima mancada a ser cancelada. 

Ninguém é perfeito. Sim, estamos em uma era de exposição extrema, mas isso só abre mais a chance para erro. Com milhões de pessoas te observando e julgando, qualquer deslize pode ser interpretado errado. Ter suas opiniões e posicionamentos é uma coisa, retaliação é outra completamente diferente. Então antes de boicotar a vida de uma pessoa  e ter uma responsabilidade dessas nas costas, entenda o poder de disseminação da internet o quão rápido esse tipo de informação é espalhado nas redes. Um comentário pequeno pode ter um resultado gigante, então é importante pensar: até onde essa punição é válida? Até onde prejudicar uma pessoa ou empresa por uma opinião pessoal vai te satisfazer? E por quê não educar, ao invés de cancelar?

mais posts