finanças

Os 5 primeiros passos para começar a organizar suas finanças

Boleto disso, pagamento daquilo, conta de mais isso… E assim a gente vai perdendo os cabelos. Entretanto, no freak out! Para organizar suas finanças, tudo que você precisa é um bom planejamento e, mais do que isso, entender as prioridades da sua vida. Por isso, selecionamos os 5 primeiros passos para você organizar sua vida financeira. Confira a seleção:

 

            1)    Padrão de vida X salário

 Parece óbvio, mas você precisa aprender a viver com menos do que você ganha. Ou seja, se você recebe R$ 3.000 mensais, os seus gastos fixos precisam ser menos do que isso.

 A dica de ouro é colocar na ponta da caneta. Às vezes fazemos essa conta toda de cabeça e podemos esquecer de algum ponto. No momento que você coloca na ponta da caneta (ou na planilha do Excel), tudo fica mais claro e fácil.

 

           2)    Abrir mão de algumas coisas

 Quais são as suas prioridades? Balada? Livros? Salão de beleza? Aula de música? Aquele look novo? Gastos com os animais de estimação? Não importa o que você julgue importante na sua vida, mas tenha isso bem claro para você. Para isso, uma dica é você dividir sua vida em “macroambientes” - família, amigos, trabalho, vida pessoal, etc - e vá funilando até chegar naquilo que é extremamente importante para você ter como gasto fixo e aquilo que não é tão importante para você ter como gasto extra (ou não ter).

 

           3)    Estabelecer metas de economia

 Depois que você tiver bem claro quais as suas prioridades, é hora de começar a poupar.

Todo o mês, estabeleça uma meta de economia. Comece com uma meta simples de R$ 100,00, e, à medida que você for conhecendo na prática a sua vida financeira, vá aumentando.

 

         4)    Fique atenta às dívidas

 Tenha sempre em mente os boletos daquele mês. Você pode organizar numa planilha ou num papel e ir anotando quando forem pagas. Dívidas maiores, como a do cartão de crédito, são as que mais devemos tomar cuidado, pois os juros são altíssimos.

 Algumas pessoas gostam de colocar todas as contas no débito automático: isso é uma ótima ideia para você não perder os vencimentos, mas tenha sempre o controle do dinheiro que sai da sua conta – e para onde vai.

 

         5)    Controle pessoal

 Esse é o passo mais importante de todos. Não adianta ter um planejamento e colocar metas se você não consegue ter um controle pessoal de gastos. Às vezes, parece que são só 10 reais, mas esse dinheiro faz toda a diferença no final do mês.

 

Seu planejamento financeiro vai sempre mudar, afinal, a vida muda, as prioridades mudam, os gastos e os salários também. Vá adaptando seu plano conforme as necessidades apresentadas na sua vida.

 

mais posts