Eu não tenho tempo.
motivação

Eu não tenho tempo.

Quantas vezes, nos últimos 3 anos você repetiu essa frase como justificativa por não realizar algo que dizia querer? Não ter tempo se tornou uma verdade inquestionável de qualquer mulher em torno dos 30 anos que trabalha, se cuida e tem um pingo de vida social (nem precisa ser muita, afinal não há tempo para isso). 

Acordar atrasada, um copão de café e a maquiagem feita à caminho do trabalho. Começa em casa, continua no espelho retrovisor e é finalizada, às pressas, subindo para uma reunião que começou enquanto você estava presa no trânsito. A barriga dói, afinal ninguém devia ser permitido tomar esse balde de café em jejum. Opa, um pão de queijo para melhorar. E, em meio a essa correria louca um breve pensamento, que passa quase despercebido, beirando o proibido "Mais uma reunião chata, nesse trabalho porre. Quando que eles vão melhorar, hein? A realidade é que ninguém é feliz no trabalho, somente as pessoas que _______ (insira sua crença aqui)". E assim, não abre-se espaço nem para o pensamento continuar.

Sim, essa é a vida que consideramos normal.

Até que o normal, deixa de existir. A realidade antiga foi embora como um namorado cruel: sem avisar e sem nem nos questionar se estávamos prontas. Do dia pra noite acabou o bar, o date no cinema, o spinning pós trabalho. Acabou o trânsito, acabaram as aulas e, para muitas pessoas, infelizmente, acabou o emprego.

E, em meio a inúmeras dores, perdas, percebemos o tempo em nosso dia. Entre um call e outro, antes de fechar nossa máquina, vemos que o trabalho rendeu e ainda temos uma janela grande à ocupar. E aí vem o meu primeiro convite, topa se aventurar?

Minha ideia é: compartilhar com vocês, através do PUSH, conteúdos que te levem a entender melhor o que busca em uma carreira, conseguindo mapear o que sim, o que não e o que nunca em uma profissão. Se aproximar do propósito, dando forma ao próximo passo da sua carreira e, aproveitando esse momento que vivemos, para se conhecer um pouco mais. 

Antes, deixa eu me apresentar. Sou a Thais Roque, expert em desenvolvimento de carreira, formada em Gerenciamento de Negócios e Coaching pela New York University, em Administração pelo Mackenzie, criadora do #MeuPropósito e mãe de 2 filhos. Tenho uma consultoria que ajuda mulheres com o espírito empreendedor a redesenharem suas carreiras e empresas.

Arrumei um tempo em meio à minha licença maternidade para ajudar quem se viu tendo que recomeçar, quem finalmente tem um tempo para se olhar, e até mesmo quem só busca sarna pra se coçar. 

Onde chegaremos com isso? Um pouco de autoconhecimento, muita reflexão, troca de informação e, quem sabe, uma mudança maior. Cada processo é único e vai para onde direcionamos. Quem define o destino é o capitão e marinheiro, jamais o barco.

Topa embarcar nessa jornada? Se sim, vem me dar um oi em meu insta para saber que já posso começar a escrever o próximo texto. Escreva um "eu topo" no último post!

Para começar, pegue caneta e papel - sim, nada de computador ou bloco de notas de celular. Escrever é essencial no processo de desenvolvimento. 

TAREFA 01

Agora vamos desenhar a sua protagonista. Baixe nosso primeiro planner aqui.

Para preenchê-lo:

Características: Escrever características que deseja mudar: organizada (caso seja desorganizada), extrovertida, caso seja tímida... e assim por diante;

Lifestyle: o estilo de vida que deseja ter, por exemplo: vender o carro, andar mais de bike, sair do trabalho enquanto estiver sol, comer apenas pratos feitos em casa...

Quem me inspira: em um mundo com tanta (SUR)realidade, vale lembrar de quem nos faz sentir bem!

O que preciso mudar para chegar lá: Liste as ações que precisa realizar para se tornar essa protagonista.

TAREFA 02

Escreva, com muita sinceridade, o que você acredita que te impede de ter a vida que listamos acima. Vá ponto por ponto, como o exemplo abaixo:

Ter uma loja online: Somente quem é criativo pode ter um instagram de vendas;

Ter um milhão de reais na conta: Somente quem é rico pode ser empreendedor;

Ser capa de uma revista: Somente quem tem networking consegue ter sucesso;

Ter um namorado: Somente quem é magro consegue namorar.

 

Essas são as famosas crenças, falsas verdades que você acreditou um dia e limitou a sua visão do que era possível ou não em seu futuro. Anote durante uma semana todas as crenças que acredita ter e no próximo texto ensino a desconstruí-las.

Para ficar mais fácil, nossas crenças vêm de 4 lugares:

Religioso - se fizer tal coisa é pecado, ou quem vai para o céu não busca enriquecer;

Passadas de pai para filho: seu pai disse que todo criativo não dá certo;

Vistas: um amigo abriu uma loja de jeans e quebrou. Toda loja de roupa é problema;

Vividas: namorou um argentino que te traiu. Todo homem estrangeiro não presta.

 

Ficou claro? Na próxima semana vemos como virar esse jogo!

Até a próxima!

THAÍS
  ROQUE

Mãe , escritora e administradora, com especialização em gerenciamento de negócios e coaching pela New York University, trabalhou oito anos em multinacionais como Nestlé, Pão de Açúcar, Accenture e Symantec, até entender que seu papel era fora das organizações. Hoje, tem uma consultoria que ajuda mulheres com o espírito empreendedor a ressignificarem seu relacionamento com o trabalho, através de transição de carreira, abertura de novas empresas ou ao encontrar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

@thaisroque

mais posts