leitura

Diversidade não é caridade

A Deh Bastos e a Paula Batista, idealizadoras do projeto Criando Crianças Pretas, escreveram uma pauta sobre a importância da diversidade dentro de uma empresa. Confira abaixo! 

Um estudo realizado pelo Hay Group no Brasil com 170 empresas brasileiras e publicado na revista “Harvard Business Review”, em 2015, apontou que nos locais onde a diversidade é reconhecida e praticada, a existência de conflitos chega ser 50% menor que nas demais organizações.

Pesquisas já comprovam que a diversidade de uma empresa gera impacto, mas por que a sua empresa deveria se preocupar com isso?

Porque os impactos dessa diversidade se apresentam na percepção da marca pelos clientes; nos lucros, quando você atinge melhor o target; no ambiente organizacional, na prevenção de denúncias envolvendo funcionários e a marca, na maior capacidade de inovação, no apoio à solução de um dos principais problemas da sociedade: o preconceito, o racismo e a discriminação.

Outra coisa muito importante: SE SUA EMPRESA NÃO SE POSICIONAR, ELA SERÁ POSICIONADA. Sua empresa poderá ser posicionada negativamente e com isso sofrer boicotes por um comportamento falho de seus funcionários, mesmo fora do período de trabalho. Na percepção de um cliente insatisfeito que vai fazer textão nas redes sociais e influenciar negativamente muita gente.

Não basta só ser diverso na publicidade.

Diversos casos divulgados na mídia de pessoas que tiveram um comportamento preconceituoso são relacionados às empresas em que trabalham. Ter uma imagem de diversidade apenas da porta para fora da empresa torna a sua marca superficial e oportunista.

Você, seus sócios e seus funcionários precisam levar essa mentalidade para casa... para vida!

Se o discurso de diversidade não estiver alinhado com todos os funcionários, isso transparecerá no atendimento ou no relacionamento com outras empresas e também poderá ser perceptível nas falas dos funcionários que valorizam a diversidade e não estão encontrando esse ambiente diverso na sua empresa.

Parceiros comerciais também podem dar preferência por realizar negócios com empresas que têm a diversidade como pauta relevante, uma pesquisa do Twitter junto a Magna e IPG Media Lab indicam que brasileiros preferem empresas que se conectam com movimentos sociais.

Nessa mesma pesquisa, 68% julgaram que as marcas precisam dar algo em retorno à comunidade de alguma forma, seja através de ações filantrópicas ou se posicionando politicamente.

Segundo o estudo do Meio&Mensagem, as empresas que tiveram 30% de diversidade de gênero - e mais de 20% no nível sênior - apresentaram melhores resultados financeiros na comparação com as demais. Onde há diversidade significativa, é 1,4 maior a chance de crescimento sustentado e lucrativo.

O segredo da inovação não está apenas na tecnologia. Companhias inclusivas e diversas são 11 vezes mais inovadoras e têm funcionários seis vezes mais criativos do que a concorrência, afirma uma pesquisa realizada pela consultoria Accenture. O estudo Getting to Equal 2019: Creating a culture that drives innovation (Rumo à inclusão 2019: Criando uma cultura que estimula a inovação) explica por que empresas inclusivas alcançam essas vantagens. "Se os profissionais se sentem parte do negócio e são valorizados por seus empregadores, eles são estimulados a inovar mais".

Uma empresa inclusiva respeita a diversidade dos profissionais, oferece liberdade para criatividade e flexibilidade de trabalho. Não à toa, a pesquisa destaca que 85% das companhias que têm cultura voltada à igualdade não têm medo de errar para inovar.

mais posts