carreiras

Diário de Imersão em troca de serviços

Sabe aquele momento que a gente percebe que tem algo estranho no trabalho e surge uma vontade de experimentar coisas novas antes de escolher o próximo passo da nossa carreira? Nessa semana, a Volar nos conta sobre trabalho remoto. Confira agora:

Por: Volar

Sabe aquele momento que a gente percebe que tem algo estranho no trabalho e surge uma vontade de experimentar coisas novas antes de escolher o próximo passo da nossa carreira?

Quase todo mundo passa por ele, e com a gente não foi diferente: as três fundadoras da volar sentiram isso em algum momento e cada uma encontrou a sua forma de experimentar por conta (já contamos pro #PUSH como foi!). 

Mas faltava um jeito mais simples para todos que também querem mudar, algo que cruzasse as nossas curiosidades com a realidade, com organizações do mundo real. Como experimentações offline de diferentes formatos de trabalho para a gente conhecer a realidade em primeira mão.

E isso se materializou em um programa que combina imersões profissionais de uma semana. Montamos a primeira dessas experiências combinando quatro semanas, que contemplam: STARTUP, ONG, TRABALHO REMOTO e TROCA DE SERVIÇOS.

Na semana passada dividimos por aqui nossos principais insights da imersão com o Trabalho Remoto! 

Essa semana a imersão aconteceu a partir de uma perspectiva completamente diferente: uma dinâmica de troca de serviços. A Nat imergiu como voluntária no em um hostel que integra co-woking, restaurante e experiências como surf, yoga e escalada. O acordo era que ela trabalharia algumas horas por dia, no que eles precisassem de ajuda e em troca receberia hospedagem e alimentação por um mês para passar o mês na cidade caspital do surf em Portugal.

Todas nós da volar já tivemos diversas experiências nesse formato e queremos dividir a nossa visão sobre o quanto isso pode criar oportunidades que você sempre buscou.

Tiramos cinco insights dessa semana que podem te dar uma nova perspectiva sobre como encara o trabalho. Vamo nessa?

Dia 1 - É uma ótima oportunidade para desenvolver um olhar de curiosidade sobre novos ambientes

Eu sempre fui curiosa sobre como seria trabalhar com a indústria de hospitalidade. Será que trabalhar em hotéis é que nem quando a gente se hospeda em um? Será que é tão complicado quanto eu tinha ouvido falar? Será que realmente te coloca em contato com pessoas de todo o mundo?

Bem, essa experiência me possibilitou tirar todas essas dúvidas e adquirir um novo olhar mais fresco sobre essa indústria e também sobre o que eu já fazia.

Quando nos inserimos em uma experiência ou ambientes diferentes do que estamos acostumados, porque escolhemos isso, tudo vira aprendizado e diversão. O peso da obrigação se dissolve e a gente passa a encarar o trabalho como ele deveria ser visto de fato: uma oportunidade de desenvolvimento e crescimento, seu e do ambiente.

Dia 2 - Aumentar o seu leque de habilidades, significa mais confiança em como encara o trabalho e a vida

Ao imergir nesse novo mundo, estive em contato com muitas atividades que nunca tinha feito anteriormente, muitos processos e um sistema completamente novo. 

Mesmo que eu não continue trabalhando com essas atividades após o término dessa experiência, ela me "força", de forma positiva a aprender de desenvolver em mim essas novas habilidades. E nada disso é "inútil". Quando eu somo isso à minha bagagem, que eu já trago, de experiência profissional e de vida, eu só acúmulo. Isso me faz sentir muito mais confiante para seguir explorar novos caminhos.

É como se eu fosse um canivete suiço, e a cada nova situação e experiência, mais funcionalidades são acrescentadas à ele (ou à mim, no caso). Com o tempo vai sendo consolidada uma confiança em si, de que é possível realizar muitas coisas e principalmente que é possível se adaptar e aprender rapidamente.

Muitas vezes, isso é muito mais valioso no "currículo" do que uma lista interminável de cursos acumulados no cérebro.

A prática, é a melhor escola.

Dia 3 - Se você quer conhecer o mundo, conheça pessoas

De longe essa é a minha razão preferida pela qual vale MUITO a pena fazer permuta de serviços/trabalho. Durante esse tempo eu pude conhecer pessoas que tinham vindo de vários lugares diferentes do mundo. Cada um com uma história única, vivências incríveis, e potencialidades bem específicas.

Conversar com essas pessoas, expandiu meus horizontes em vários sentidos. Cada pessoa é um mundo e ter o privilégio de olhar através da sua ótica é enxergar mais longe.

Muitas dessas pessoas que conheci já tinham vivido várias experiências de fazer permuta de trabalho, e é assim que algumas delas tem viajado o mundo todo! Todas foram unânimes ao mencionar que essa é uma das formas mais fáceis de se engajar em uma comunidade, conhecer pessoas e construir relacionamentos.

Dia 4 - Se colocar em situações diferentes é o ambiente perfeito para conhecer a si mesmo 

Foi tudo diferente do planejado. Eu sou apaixonada por café e por isso tirei cursos como barista no passado, mas nunca cheguei a atuar na área. Sempre foi mais um hobbie. Então, pensei que essa experiência seria a oportunidade ideal para colocar em prática essa minha paixão pela bebida que é sempre uma boa desculpa para unir pessoas em torno de uma boa conversa.

Eu estava muito empolgada para isso. Até eu receber a notícia, dois dias antes, que eu não estaria mais no café, que eu iria atuar na recepção. O meu primeiro impacto foi: "O que?! Eu não sei lidar com pessoas!", mas é claro que eu disse sim! Afinal, eu não nego um bom desafio completamente fora da minha zona de conforto.

Foi a melhor coisa que já me aconteceu. Eu descobri a mim mesma. Por alguma razão que eu não sei dizer bem porque, eu acreditava que eu não sabia lidar com pessoas (tipo atender ao público), que eu não era muito sociável, ou, comunicativa o suficiente para isso. E eu descobri que eu estava completamente errada sobre mim mesma!

Acontece que essa experiência me mostrou como eu tenho muita facilidade de conversar e conectar com pessoas, que eu me sinto muito feliz que poder servir e proporcionar uma boa experiência, e essa virou a minha parte preferida do dia: quando eu tinha que conversar com as pessoas que chegavam e mostrar todo o ambiente, o que elas podiam fazer para se divertir e aproveitar o melhor do lugar!

Dia 5 - Fazer dinheiro tem mais relação com as oportunidades que a gente vê, do que com o que pagam a gente pra fazer

Ao invés de apenas enxergar a permuta de trabalho/serviços apenas como "não estou gastando" para obter isso, escolha enxergar isso com um olhar de oportunidade para criar novas rendas.

Entenda como esse benefício, cria oportunidades para que você maximize seus rendimentos ainda mais do que se estivesse sendo pago por isso. Claro que cada permuta vai ser diferente em oportunidades, e desenvolver um pensamento de enxergar além é a chave para potencializar isso.

Por exemplo, eu tive uma experiência de trabalhar para um hotel por um mês, em troca de acomodação e alimentação. Enquanto eu estava nesta cidade, aluguei meu lugar na cidade em que vivia originalmente, e reduzi muito minhas despesas com alimentação, que me fez sobrar dinheiro para investir em outras coisas, que acabaram por me dar um retorno maior.

Se eu tivesse sido paga em dinheiro para trabalhar para o hotel eu teria ganhado X, e teria que pagar Y e Z para morar e comer na cidade durante o mês.

Mas como eu recebi como pagamento Y e Z, eu aluguei meu lugar onde vivia por W + economizei Y + Z.

No final eu ganhei mais do que se estivesse recebendo em dinheiro.

Fechando 4 semanas de experiência e imersão

Com essa semana fechamos as quatro semanas de imersão em diferentes formatos de trabalho e modelos de negócios. Tínhamos uma hipótese (algumas hipóteses para ser mais sincera) e fechamos essa experiência muito felizes em atestar que elas foram VALIDADAS! Algumas delas são:

01 - A experimentação é o caminho mais certo para conhecer melhor suas potencialidades profissionais e para identificar as atividades e ambiente que mais combinam com você.

02 - Nenhuma experiência é inútil, mesmo aquela que você não se identifica tanto. Todas somam à sua bagagem pessoal e profissional e te possibilitam construir uma perspectiva única e uma visão só sua sobre tudo, o que já te faz se diferenciar como profissional.

03 - Transitar entre diferentes ambientes e conhecer pessoas de diferentes círculos criam oportunidades e abrem caminhos para que você construa o seu próprio caminho, da forma que faz mais sentido para você.

Já pensou em realizar a sua própria combinação de experiências volar? O que você gostaria de experimentar?

mais posts