Como construir confiança financeira?
leitura

Como construir confiança financeira?

A construção de confiança financeira demanda tempo e dedicação, mas a Carol Sandler, mentora, palestrante das duas últimas edições do #PushSP e a nossa colunista de educação financeira, garante que é um grande passo à independência feminina. Confira abaixo as dicas da especialista!

“Eu tenho meu trabalho e o meu próprio dinheiro. No entanto, ainda assim, não consigo criar coragem para abandonar um relacionamento tóxico”, dizia um email que recebi uma vez de uma mulher.

Aquilo para mim foi um choque. Até então, acreditava que a educação financeira, pura e simplesmente, era o que faltava para tantas mulheres pudessem bancar as suas próprias escolhas. Via dezenas de mulheres que ficavam presas a casamentos falidos por falta de condições de arcar com todos os seus custos – e estava determinada a acabar com aquele cenário de dependência e vulnerabilidade.

Recebi este email logo após montar o Finanças Femininas, em 2012, e percebi que havia um longo caminho para percorrer para ajudar as mulheres a construírem suas vidas com autonomia e independência.

Não me entenda mal: ter dinheiro guardado é sim um fator essencial para podermos decidir ficar ou sair (seja de um emprego ou de um casamento). Contudo, sem confiança na nossa própria capacidade de sermos donas, de fato, das nossas vidas, é impossível dar os passos que tanto almejamos.

Existem diversos estudos que mostram que, na realidade, não somos nem tão ruins com dinheiro como acreditamos ser. O problema reside na nossa ausência de autoconfiança quando o assunto são as nossas finanças.

Acreditamos que somos ruins em matemática. Acreditamos que os homens entendem mais de dinheiro e de investimentos do que nós. Temos uma série de crenças extremamente limitantes sobre dinheiro – e a realidade que se segue é a de fuga e negação. Não querer lidar com a fatura do cartão virou basicamente um meme – mas é um sintoma de quão desconectadas estamos com nossas contas.

Mas como sair da negação? Como lidar com a questão de frente? Como acreditar e confiar na nossa capacidade, quanto tudo o que ouvimos a vida inteira era que “mulher só sabe gastar”?

Para mim, a saída é conhecimento. Conhecimento é poder – e com este poder, vem a confiança. No entanto, precisamos encarar a situação de frente, através de atitudes como olhar o app do banco diariamente para verificar a extrato. Só de saber exatamente como estão as suas contas é algo extremamente empoderador.

O nosso poder vem de dentro – mas para sentirmos isso e aprendermos a utilizá-lo, precisamos transformar a nossa relação com nosso dinheiro.

Por isso, veja o seu extrato diariamente. Controle os gastos. Anote os impulsos. Comece a ler sobre o tema. A confiança é algo que construímos aos poucos, com a mudança de comportamentos.

mais posts