3 perguntas que você deve fazer antes de deixar o seu emprego
leitura

3 perguntas que você deve fazer antes de deixar o seu emprego

Sabemos o quão complexo é o processo de tomada de decisão no âmbito profissional. São diversos os fatores que precisam ser considerados em um momento de escolha, mas, acima de tudo, é fato que o medo é um dos grandes impasses que podem surgir em nossa mente, mesmo que brevemente.
 
Diante da dúvida e insegurança, precisamos sempre nos centrar em um objetivo, meta, plano e/ou expectativa que queremos atingir e saber retomar o controle desse sentimento. Sim, ele pode existir e é normal que exista, mas, ao mesmo tempo, também é necessário aprender a enfrentá-lo.

Agora, imagine todo esse contexto na seguinte situação: “Estou pensando em sair do meu emprego atual”. Desesperador? Calma, vamos por partes. Realmente não é fácil e, junto a isto, todos os receios possíveis podem permear em sua cabeça, mas há solução. Entre elas: refletir, simular e dedicar um tempo.
 
Se você já passou ou está passando por um momento assim, aqui vão 3 perguntas chave para te ajudar nessa escolha. Claro, papel e caneta também podem ser grandes aliados - escreva, suponha, pontue e, acima, de qualquer coisa, externalize tudo que passar por sua cabeça. Em pouco tempo, retomar o que ficou registrado com certeza irá deixar tudo ainda mais claro antes da decisão final. Vamos nessa:
 

1. Eu estou feliz com meu trabalho? Esta pergunta pode parecer superficial mas na verdade é totalmente o contrário. É fundamental se questionar isso para buscar entender a origem sobre o seu pensamento de deixar o emprego. Vale entender se a razão da infelicidade (se este for o caso) advém da cultura da empresa, de algum problema pontual não resolvido, relacionamento ou atitudes próprias que você possa mudar, dialogar e reverter a situação.
 
 
2. Financeiramente, eu posso suportar essa decisão? Considerar isto é fundamental para uma escolha que atenda suas necessidades psicológicas, mas também físicas. Ter consciência de sua própria situação financeira é um requisito básico desse processo, pois precisamos sempre manter o pé no chão, em paralelo à busca pela realização pessoal e profissional. Assim, é possível se organizar para isto ou mudar a forma que você está lidando. Não consegue simplesmente largar seu emprego atual? Vá procurando e saia apenas quando estiver outra oportunidade em vista.
 
 
3. Qual é o meu plano para o primeiro dia depois de sair? A primeira pergunta gira em torno do emocional, a segunda sobre lógica e a, agora, está é totalmente voltada para o âmbito estratégico. Tomar uma decisão envolve pensar não apenas no momento presente e no passado, mas também no futuro. Simule como seriam seus dias após a saída do emprego - o que faria, como faria… É preciso planejar e criar estratégias para viabilizar os sonhos e as mudanças que almeja trazer para sua realidade.
 
Depois de toda a reflexão interpessoal e tendo todos os seus pontos e motivos esclarecidos, vale trocar os pensamentos com alguém que você confie e considere a opinião. Após tudo isso, o tão esperado momento: sua decisão. Acima de qualquer papo, a prioridade e o grande decisor da sua vida é você mesma - e quando nos sentimos preparadas, o medo perde espaço para a vontade de fazer acontecer.


mais posts